top of page
Museu da Borracha.jpg

Foto: Tarcísio Oliveira

Conferências e mesas

O Congresso Intercom Norte contará com duas mesas que se constituem como espaços de debates e diálogos sobre o tema do evento e de assuntos ligados à Pesquisa e ao Ensino da/em Comunicação. Pesquisadores/as referências na área já confirmaram a presença, confira abaixo! 

MESA DE ABERTURA
Comunicação em tempos de inteligência artificial: ampliação ou redução das desigualdades sociais?

Quarta-feira, 22 de maio, às 19h30 (Horário de Brasília)

Mediação: Profa. Fernanda Chocron (UFPA)

Palestrantes:

Liana_edited.jpg

Liana Vidigal Rocha (UFT)

Docente da Universidade Federal do Tocantins (UFT), onde atua também no mestrado em Comunicação e Sociedade (PPGCOM).  Lidera o Grupo de Pesquisa em Jornalismo e Multimídia (CNPq) desde 2009 e é membro do grupo de pesquisa Geografias da Comunicação Regional (UFS/CNPq). Graduada em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade Federal do Espírito Santo e possui mestrado, doutorado e Pós-doutorado em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo. Trabalhou na UniABC, em Santo André, entre os anos de 2000 e 2002, e na Universidade Anhembi Morumbi, em São Paulo, de 2001 a 2008. Tem experiência na área de Comunicação, com ênfase em Jornalismo, atuando principalmente nos seguintes temas: Ciberjornalismo, Jornalismo Multiplataforma, Jornalismo Regional, Narrativas jornalísticas, Mídias Sociais e Contexto Amazônico. Coordena os projetos Narrativa e acontecimentos midiáticos: desafios metodológicos para apreensão das experiências glocais amazônicas (PROCAD-AM) financiado pela Capes, e Comunicação e cartografia: mapa das iniciativas de comunicação do Tocantins em um contexto geoeconômico, financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Tocantins (FAPT). Atualmente ocupa o cargo de vice coordenação do PPGCOM-UFT,

 

 

Tarcízio Roberto da Silva (Fundação Mozilla/ UFABC)

É Tech Policy Senior Fellow na Fundação Mozilla. Autor de "Racismo Algorítmico: inteligência artificial e discriminação nas redes digitais" (Edições Sesc, 2022) e co-organizador de livros como "Monitoramento e Pesquisa em Mídias Sociais: metodologias, aplicações e inovações" (Uva Limão, 2016), "Estudando Cultura e Comunicação com Mídias Sociais" (Editora IBPAD, 2018) e "Comunidades, Algoritmos e Ativismos Digitais: olhares afrodiaspóricos" (LiteraRUA, 2020) e "Griots e Tecnologias Digitais (LiteraRUA, 2022). Atualmente realiza Doutorado em Ciências Humanas e Sociais no PCHS-UFABC e é Mestre em Comunicação e Cultura Contemporâneas pelo PPGCCC-UFBA.

MESA

A Pós-Graduação no Norte: novos Programas, perspectivas e desafios

Quinta-feira, 23 de maio, às 15h (Horário de Brasília)

Mediação: Prof. Vilso Santi (UFRR)

Palestrantes:

Adriano Clayton da Silva (UFAM - Parintins)

Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Educomunicação e Linguagens na Amazônia da Universidade Federal do Amazonas (UFAM), campus Parintins, e docente na mesma instituição. Graduado em Letras - Português/Inglês, mestre e doutor em Linguística Aplicada pela Universidade Estadual de Campinas - Unicamp. Membro dos Grupos de Pesquisas "E por Falar em Tradução", da Unicamp, e "Núcleo de Estudos de Linguagens da Amazônia - NEL-AMAZÔNIA", da UFAM. No primeiro, tem participado de pesquisas e traduções como a do livro "Our Bodies, Ourselves", do Women's Health Collective of Boston (traduzido em português como "Nossos corpos por nós mesmas"). No segundo, atualmente coordena o projeto de pesquisa "Processos tradutórios e ampliação de línguas minoritárias: estudo de caso da Língua Sateré-Mawé", financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas - FAPEAM. Nos últimos anos pesquisou e trabalhou com os seguintes temas: Tradução intersemiótica e interdisciplinaridades (Antropologia e Marketing); Tradução de imagens e multimodalidade; Letramento acadêmico e digital; Tradução de línguas ameaçadas. Também é professor orientador do Programa Idiomas sem Fronteiras - IsF, na língua inglesa. Foi professor e pesquisador na Unicamp, no Instituto Federal do Sul de Minas Gerais - IFSuldeMinas e na Universidade Federal de Alfenas - UNIFAL-MG.

 

 

Allysson Viana Martins (UNIR)

Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e coordenador do MíDI - Laboratório de Mídias Digitais e Internet (https://linktr.ee/lab.midi) na Universidade Federal de Rondônia (UNIR). Doutor e Mestre em Comunicação e Cultura Contemporâneas pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), com estágio doutoral no Laboratoire Communication et Politique du Centre National de la Recherche Scientifique (CNRS). Jornalista pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). É autor dos livros "Jornalismo e Guerras de Memórias nos 50 Anos do Golpe de 1964" (2020) e "Jornalismo digital entre redes de memórias na efeméride do 11/09" (2022) e do e-books "Crossmídia e Transmídia no Jornalismo" (2011) e "Afrodite no Ciberespaço" (2010), este uma coorganização. Já recebeu prêmios no EXPOCOM e no PIBIC, como estudante e como professor orientador, e coordenou o IJ08 - Estudos Interdisciplinares da Comunicação da INTERCOM de 2018 até 2021.

Cynthia Mara Miranda (UFT)

Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Sociedade da Universidade Federal do Tocantins (UFT), atuando também no Programa de Pós-Graduação em Ciências do Ambiente e no curso de Jornalismo da mesma instituição. Possui graduação em Comunicação Social pela Universidade Federal do Tocantins, mestrado, doutorado em Ciências Sociais pela Universidade de Brasília e Pós-Doutorado em Comunicação pela Universidade Federal de Minas Gerais. Foi editora e presidenta do Conselho Editorial da Editora da Universidade Federal do Tocantins de maio de 2018 até agosto de 2019. Fez parte da coordenação colegiada da Rede Brasileira de Jornalistas e Comunicadoras com visão de Gênero e Raça (2020/2022), líder do grupo de pesquisa Comunicação, Direitos e Igualdade (CODIG), integrante do Laboratório de Estudos Geopolíticos da Amazônia Legal (LEGAL) e da Red Internacional de Periodistas con Visión de Género (RIPVG) na qual integra a Comissão de Pesquisa. Em março de 2021 foi uma das oradoras do painel da Red Internacional de Periodistas con Visíon de Género Acceso y participación de las mujeres en la industria mediática no Fórum Virtual das Ongs da Comissão da Situação da Mulher da Organização das Nações Unidas (ONU). Em 2020 coordenou um grupo regional de monitoramento da mídia do Projeto de Monitoramento Global dos Media (GMMP). Integrante da Comissão de Mulheres da Federação Nacional de Jornalistas do Brasil (FENAJ) desde agosto de 2022. Em 2009 foi delegada da sociedade civil do Tocantins na I Conferência Nacional de Comunicação do Governo Federal Brasileiro e participou da comissão organizadora da I Conferência Estadual de Comunicação do Estado do Tocantins. Tem experiência nas seguintes áreas de estudo: comunicação e jornalismo na perspectiva de gênero, comunicação inclusiva, governança ambiental, vulnerabilidades e mudanças climáticas na Amazônia Legal.

 

 

Renan Albuquerque Rodrigues (UFAM)

Vice-Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Informação e Comunicação da Universidade Federal do Amazonas (UFAM), professor Colaborador do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Educação da Universidad Del Sol/Mercosul e docente da Faculdade de Informação e Comunicação da UFAM. Possui graduação em Comunicação Social pela UniNiltonLins, especialização em Psicopedagogia pela Universidade Cândido Mendes/RJ, em Comunicação Empresarial pela UniNiltonLins e em Psicologia Social pela UniNilltonLins. Tem mestrado em Psicologia Social pela Universidade Federal da Paraíba e doutorado em Sociedade e Cultura na Amazônia pela Universidade Federal do Amazonas. Realizou pós-doutorado em Antropologia pela PUC-SP, pós-doutorado em Psicologia Social pela PUC-SP, pós-doutorado em Humanidades pela USP e pós-doutorado em Comunicação pela USP. É Líder do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Ambientes Amazônicos (NEPAM/Ufam) e do Laboratório de Editoração Digital do Amazonas (LEDA/Ufam). É Pesquisador Membro do Núcleo de Estudos da Dialética Exclusão/Inclusão da PUC-SP e do Núcleo de Estudos das Diversidades, Intolerâncias e Conflitos (Diversitas) da USP. Na UFAM, ocupou as funções de coordenador e professor permanente do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação durante o triênio 2018-2021 e professor permanente do Programa de Pós-Graduação em Sociedade e Cultura na Amazônia (2013-2020). Foi membro titular do Conselho Nacional Consultivo da Compós (biênio 2018-2020) e integrou o Projeto Trocano Araretama, a primeira ação técnica exitosa em modelo REDD+ da Região Norte do país. Desenvolveu experiência em pesquisas sobre conflitos no bioma Amazônia e impactos socioambientais, realizando estudos em áreas rurais, ribeirinhas, indígenas e com atingidos por barragens. Realiza projetos de Extensão nas áreas da Literatura e da Escuta Terapêutica a partir de iniciativas de voluntariado social. Desenvolveu trabalhos colaborativos com a Profa. Dra. Carmen Junqueira, com quem realizou levantamentos etnológicos sobre o povo Sateré-Mawé/AM.

bottom of page